24 perguntas sobre ... procedimentos de suporte básicos de vida (2)


1- Em que situações se param as compressões e ventilações?

a) Quando chegarem os técnicos de emergência
b) Quando estiver exausto
c) Quando a vítima recomeçar a ventilar normalmente
d) Nas situações a e c
e) Quando se verificar qualquer uma das situações




2 - Porque é que o número de compressões deve variar entre 100 e 120 por minuto?

a) O número de compressões está ajustado a um ritmo cardíaco normal numa situação de maior necessidade de sangue nos tecidos e nos órgãos.
b) Porque são cerca de 2 por segundo
c) Porque é o número máximo de batimentos cardíacos numa situação normal
d) Porque é o número mínimo de batimentos cardíacos numa situação normal.
e) Porque é o número de compressões necessárias para que o corpo tenha uma vida normal.




3- Sob que suporte deve estar a vítima quando é feita a reanimação cardiovascular?

a) Um colchão
b) Uma superfície mole para evitar danos durante as compressões.
c) Uma superfície dura
d) Na cama
e) O tipo de superfície é indiferente




4- Durante a permeabilização da via aérea…

a) Uma mão é colocada no nariz e outra no maxilar forçando a abertura da boca.
b) Uma mão é colocada na testa, fazendo força, e outra sob o maxilar, forçando a abertura da boca.
c) Os lábios do socorrista encostam-se aos da vítima enquanto insufla ar.
d) Deve colocar-se o dedo polegar dentro da boca puxando o maxilar inferior e assim forçando a abertura da boca.
e) Nenhuma das anteriores.




5- Durante a execução da ventilação:

a) Inspirar profundamente , selar os lábios ao redor da boca da vítima e soprar.
b) Manter a mão na testa, comprimir as narinas, inspirar profundamente, selar os lábios ao redor da boca da vítima e aplicar a ventilação soprando por um segundo.
c) Manter a mão na testa, comprimir as narinas, inspirar normalmente, selar os lábios ao redor da boca da vítima e aplicar a ventilação soprando por vários segundos.
d) Manter a mão na testa, comprimir as narinas, inspirar normalmente, selar os lábios ao redor da boca da vítima e aplicar a ventilação soprando por um segundo.
e) Mais do que uma afirmação está correta.




6- Após aplicar a primeira ventilação :

a) Observa-se a boca e o nariz da vítima para ver se ele expira.
b) Aplica-se de imediato a segunda ventilação, para não haver perda de tempo.
c) Observa-se o tórax da vítima, para verificar se ele se eleva, dá-se tempo para que ocorra a expiração antes de aplicar a segunda ventilação.
d) Verifica-se se a vítima expira, colocando a cara junto à boca da vítima.
e) Pode optar-se por qualquer um dos métodos descritos.




7-7- Numa criança os procedimentos de suporte básico de vida são diferentes dos do adulto. Quando se deve fazer as primeiras ventilações?

a) Logo que chegamos ao local.
b) Depois de pedir ajuda aos presentes
c) Após verificar que a vítima não respira normalmente
d) Após a permeabilização das vias aéreas
e) Após fazer as compressões torácicas.




8- Quantas ventilações se deve fazer a uma criança após verificar que não respira normalmente?

a) 1
b) 2
c) 3
d) 4
e) 5




9- Porque é que o procedimento do SBV numa criança é diferente do adulto?

a) Porque a criança é mais pequena
b) Dada a menor capacidade respiratória da criança e a sua maior fragilidade.
c) Devido ao tamanho do coração da criança.
d) Porque não se pode fazer SBV a uma criança
e) Nenhuma das anteriores




10- Numa criança em caso de paragem cardiorrespiratória o que deve fazer antes de ligar o 112?

a) Permeabilizar a via aérea
b) Fazer 5 ventilações
c) Fazer 30 compressões torácicas seguidas de duas ventilações
d) Permeabilizar a via aérea e fazer 5 ventilações, seguidas de 30 compressões torácicas, seguidas de 2 ventilações
e) Permeabilizar a via aérea e fazer 5 ventilações, seguidas de 30 compressões torácicas, seguidas de 2 ventilações e, mais 30 compressões




11- Se após a permeabilização da via aérea durante a execução de ventilações não houver dilatação da caixa torácica isso pode ser devido:

a) A algum corpo estranho que esteja alojado nas vias respiratórias.
b) A língua que impede o ar de progredir.
c) A o ar seguir para o estômago
d) A o coração não bater
e) Nenhum dos anteriores




12- Numa situação de paragem cardiovascular, caso das ventilações se revelem ineficazes o que que se deve fazer?

a) Tenta nova ventilação
b) Avança , de imediato, para novas compressões torácicas.
c) Coloca a vitima em PLS
d) Pratica a manobra de Heimlich
e) Espera que chegue apoio de socorrista




13- Qual a sequência de procedimentos que deve realizar no momento em que encontra uma vítima ( adulto) ?


a) Ligar 112 -> Avaliar a consciência -> Se não estiver consciente pedir ajuda-> Permeabilizar a via aérea - > se respiração normal -> PLS
b) Avaliar as condições de segurança -> Avaliar a consciência -> Se não estiver consciente pedir ajuda -> permeabilizar a via aérea -> se a respiração normal -> PLS -> ligar 112
c) Avaliar as condições de segurança ->permeabilizar a via aérea -> Avaliar a consciência -> Se não estiver consciente pedir ajuda -> se a respiração normal -> PLS -> ligar 112
d) Ligar 112 - Avaliar as condições de segurança -> Avaliar a consciência -> Se não estiver consciente pedir ajuda -> permeabilizar a via aérea -> se a respiração normal -> PLS -> ligar 112
e) Avaliar as condições de segurança -> Avaliar a consciência -> Se não estiver consciente pedir ajuda -> permeabilizar a via aérea -> se a respiração normal -> ligar 112-> SBV (suporte básico de vida)




14- Em caso de paragem cardiorrespiratória, num adulto, quais os procedimentos que deve adotar ?

a) Avaliar as condições de segurança -> Avaliar a consciência -> Se não estiver consciente pedir ajuda -> permeabilizar a via aérea -> se a respiração anormal -> PLS -> ligar 112
b) Avaliar as condições de segurança -> Avaliar a consciência -> Se não estiver consciente pedir ajuda -> permeabilizar a via aérea -> se a respiração anormal -> ligar 112 -> fazer 30 compressões torácicas -> duas insuflações -> manter o SBV (30:2)
c) Avaliar as condições de segurança -> Avaliar a consciência -> Se não estiver consciente pedir ajuda -> permeabilizar a via aérea -> se a respiração anormal -> ligar 112 -> fazer duas insuflações -> fazer 30 compressões torácicas -> manter o SBV (2:30)
d) Avaliar as condições de segurança -> Pedir ajuda -> Avaliar a consciência -> permeabilizar a via aérea -> se a respiração anormal -> ligar 112 -> fazer duas insuflações -> fazer 30 compressões torácicas -> manter o SBV (30:2)
e) Nenhuma das anteriores




15- Como deve fazer a contagem das compressões cardíacas?

a) Em voz alta começando no um e até trinta.
b) Em voz baixa, para não incomodar a vítima e os presentes, e contar de um até trinta.
c) Em pensamento contámos de uma até trinta, assim não incomodamos nem baralhamos quem esteja ao nosso lado a fazer as mesmas manobras.
d) Pedimos a alguém que conte de um a trinta.
e) Contar em voz alta até 60.




16- Havendo suspeita de traumatismo da coluna, porque é que a permeabilização da via aérea deve ser feita por técnicos de saúde?

a) A movimentação da vítima, nestes casos, pode provocar lesões na medula espinal afetando o sistema nervoso.
b) Nestes casos, a permeabilização da via aérea não é eficaz.
c) Nestes casos, a língua continua a impedir a circulação do ar, mesmo quando é feita a permeabilização da via aérea.
d) A movimentação da vítima pode provocar lesões na coluna.
e) Quando isto acontece deve-se fazer compressões torácicas e nunca permeabilização da via aérea.




17- Em que fase da cadeia de sobrevivência inclui as compressões torácicas e as ventilações?


a) Comunicar
b) Suportar
c) Restabelecer
d) Estabilizar
e) Em suportar e restabelecer




18- Numa criança até a um ano de idade as compressões torácicas fazem-se:

a) Da mesma maneira que se fazem a um adulto
b) Usando o punho fechado em vez das mãos com os dedos entrelaçados
c) Usando apenas uma mão e apoiando a palma da mão no tórax da criança.
d) Usando dois dedos colocados na zona entre os mamilos
e) Usando a ponta dos 4 dedos para estimular a zona do tórax.




19- No caso de uma criança até a um ano de vida quantas compressões e insuflações deve fazer?

a) 5 insuflações para cada 10 compressões
b) 30 compressões para duas insuflações
c) 15 compressões para uma insuflação
d) 15 compressões para 5 insuflações
e) Uma insuflação para cada compressão.




20- Numa criança com idade superior a um ano as compressões torácicas fazem-se:

a) Da mesma maneira que se fazem a um adulto
b) Usando o punho fechado em vez das mãos com os dedos entrelaçados
c) Usando apenas uma mão e apoiando a palma da mão no tórax da criança.
d) Usando dois dedos colocados na zona entre os mamilos
e) Usando a ponta dos 4 dedos para estimular a zona do tórax.




21- Em que fase da cadeia de sobrevivência se inclui a avaliação da consciência da vítima?
a) Comunicar
b) Suportar
c) Restabelecer
d) Estabilizar
e) Em suportar e restabelecer




22- Em que fase da cadeia de sobrevivência se inclui a chamada telefónica para o 112?

a) Comunicar
b) Suportar
c) Restabelecer
d) Estabilizar
e) Em suportar e restabelecer




23- Quando pratica a VOS e não obtém resultados positivos que cuidados deve ter?

a) Verificar se a vítima tem um objeto que obstrua as vias aéreas.
b) Praticar, de imediato, ventilações.
c) Praticar compressões torácicas.
d) Fazer a VOS várias vezes para nos certificarmos que estamos corretos.
e) Nenhuma das anteriores.




24- As compressões torácicas e as ventilações com ar expirado visam:

a) Restabelecer a circulação sanguínea.
b) Restabelecer a ventilação dos pulmões.
c) Restabelecer minimamente a circulação sanguínea e a ventilação dos pulmões.
d) Evitar que a vítima entre em paragem cardíaca.
e) Nenhuma das anteriores.


Sem comentários:

Enviar um comentário