Informação sobre... doenças sexualmente transmissíveis (DST)

Para fazer fazer download de 24 perguntas sobre este tema clique aqui. ( as perguntas encontram-se em formato excel) .
Para aceder às perguntas no blogue clique aqui.



Assunto : Doenças sexualmente transmitidas.*


As doenças sexualmente transmissíveis são doenças provocadas por bactérias, fungos e vírus e que se transmitem por contacto sexual íntimo, quando um dos parceiros se encontra infetado. 
Este texto apenas apresenta algumas das DST. 
Em caso de dor, ardor, mal estar, comichão, coloração anormal assim como  anormal presença de sangue ou outros fluídos no aparelho reprodutor deve consultar o médico.

Doença
Agente
Sida

Vírus
Hepatite
Herpes genital
Sífilis

Bactérias
Gonorreia
Clamídia
Vaginose
Candidíase
Fungos
Tricomoniase
Protozoários


Sida

A sida é uma doença que ataca o sistema imunológico devido à destruição dos glóbulos brancos.

Agente :  HIV (vírus)
HIV 1 
(Fonte : Centers for Disease Control and Prevention's 
Public Health Image Library (PHIL)


Transmissão: O HIV pode ser transmitido pelo sangue, esperma e secreção vaginal, pelo leite materno,
ou transfusão de sangue contaminado.

Fatores de risco: Ter relações sexuais com vários parceiros, pois tem maior possibilidade de algum ser portador do vírus e não saber.
Compartilhar seringas durante aplicação de drogas injetáveis.

Sintomas: Fraqueza, febre, emagrecimento, diarreia prolongada sem causa aparente, sensação constante de cansaço, aparecimento de gânglios nas axilas, virilhas e pescoço, perda de peso superior a 10%.
Prevenção:
Evitar o contato sexual com uma pessoa que tenha sida.Usar preservativo e praticar sexo seguro
Não compartilhar seringas.

Hepatite B

Agente :   VHB (Vírus da hepatite B).

Transmissão: Relações sexuais sem uso de preservativo.
Contacto com o sangue.

Fatores de risco:  Ter relações sexuais com vários parceiros, pois tem maior possibilidade de algum ser portador do vírus e não saber.
Trabalhar em áreas de saúde, com exposição a sangue.
Compartilhar seringas durante aplicação de drogas injetáveis.

Sintomas: Geralmente, os sintomas de hepatite B surgem entre dois a quatro meses após o contato com o vírus,  e sua intensidade varia de pessoa para pessoa. Dor abdominal, urina escura, febre, fraqueza, fadiga, dor nas articulações, perda do apetite, náuseas, vômitos, amarelamento da pele (icterícia).
Prevenção: Vacina, evitar o contato sexual com uma pessoa que tenha hepatite B aguda ou crônica,
evitar utilizar objetos pessoais de outros, tais como lâminas de barbear ou escovas de dentes, não compartilhar seringas de drogas ou instrumentos de outras drogas (como canudos para cheirar drogas). 

Herpes genital

O herpes genital é uma doença sexualmente transmissível (DST) transmitida por vírus e que ataca a pele ou as membranas mucosas dos genitais.

Agente :  HSV1 e HSV2  (Vírus).

Transmissão: Contato sexual desprotegido.

Fatores de risco: A herpes genital é mais comum na vagina, principalmente quando o vírus causador é o HSV2. Aproximadamente uma em cada quatro mulheres está infetada.  Já no caso de homens, aproximadamente um em cada oito homens possui a doença.
Ter mais de um parceiro sexual pode aumentar os riscos de contrair herpes genital.
Manter relações sexuais sem preservativo é a principal causa do herpes genital e o principal comportamento de risco.

Sintomas: Muitas vezes, as pessoas não sabem que foram infetadas com os vírus do herpes genital, porque é comum que a doença não manifeste sinais ou sintomas.
Dores e irritação que surgem de dois a dez dias após o contágio.
Manchas vermelhas e pequenas bolhas esbranquiçadas que costumam surgir dias após a infeção.
Úlceras na região dos genitais, que podem até mesmo sangrar e causar dor ao urinar.

Prevenção: Usar preservativo e praticar sexo seguro. Se  o parceiro ou parceira estiver infetado com herpes, é melhor evitar qualquer tipo de contato sexual até que a doença esteja sob controle.


Sífilis

Agente :  Treponema pallidum ( bactéria).
 Treponema pallidum

Transmissão: Após a infeção inicial, a bactéria pode permanecer no corpo da pessoa por décadas para só depois manifestar-se novamente.
Via contato sexual e entra no corpo por meio de pequenos cortes presentes na pele ou por membranas mucosas.

Fatores de risco: Manter relações sexuais desprotegidas com uma ou mais pessoas.
Estar infetado com o vírus do HIV.
Sintomas: feridas indolores podem estar localizadas no  reto ou no útero , dores musculares, febre, dor de garganta e dificuldade para deglutir, a infeção espalha-se para áreas como cérebro, sistema nervoso, pele, ossos, articulações, olhos, artérias, fígado e até para o coração, pode-se estar infetado com sífilis e não ter sintomas ou serem muito leves.
Prevenção:
Use preservativo e pratique sexo seguro.


Gonorreia

A gonorreia é uma doença sexualmente transmitidas (DST), que podem infetar os homens e as mulheres. 

Agente :  Neisseria gonorrhoeae ( Bactéria )
Neisseria gonorrhoeae


Transmissão:  Via contato sexual.
Transmissão de mãe para filho.

Fatores de risco: Contacto sexual com indivíduos infetados.

Sintomas: Pode causar infeções nos órgãos genitais, reto e garganta. É uma infeção muito comum, especialmente entre os jovens de 15-24 anos.
Sintomas  no homem:
A sensação de queimadura ao urinar;Um corrimento branco, amarelo ou verde do pênis; Dores nos testículos ou inchados (embora isso seja menos comum).

Sintomas  na mulher :
A maioria das mulheres não tem sintomas.
Dor ou ardor ao urinar;
Aumento da secreção vaginal;
Sangramento vaginal entre os períodos.

Prevenção: Não ter relações sexuais com indivíduos infetados. Usar preservativo.


Candidíase

É uma doença primária, ou seja, surge devido a algum desequilíbrio da flora vaginal normal da própria paciente e não por transmissão sexual, embora isto possa ocorrer. 
Infeção que ocorre em especial nas mulheres.

Agente :  Candida albicans (Fungo).

Transmissão: Não é uma doença de transmissão exclusivamente sexual, dado que este fungo existe naturalmente na vagina e acontece mesmo sem atividade sexual.

Sintomas: comichão que pode variar de leve a intensa. Em regra, esta comichão pode piorar à noite e é frequentemente aumentada pelo calor. A comichão pode ser acompanhada por sensação dolorosa e de ardor ao urinar ou durante o ato sexual.

Prevenção: evitar alguns fatores tais como: o uso de duches vaginais, sprays de higiene íntima, certos antibióticos, contracetivos orais de alta dose de estrogénios .Usar roupas mais soltas e ventiladas pode ajudar a prevenir infeções recorrentes.


Clamídia

Doença sexualmente transmissível comum que pode infetar homens e mulheres.
Agente :  Chlamydia trachomatis     ( Bactéria )
Chlamydia trachomatis
Sintomas: A maioria das pessoas que têm clamídia não têm sintomas.
Prevenção: 


Transmissão: Contato sexual. A grávida pode transmitir a infeção ao seu bebé durante o parto. 

Mulheres :
Um corrimento vaginal anormal;
A sensação de queimadura ao urinar.
Os sintomas em homens pode incluir:
A sensação de queimadura ao urinar;
Dor e inchaço em um ou ambos os testículos (embora isso seja menos comum).


Não ter relações sexuais.
Ter relações com um só parceiro que conheça como não tendo a doença. 
Uso de preservativo


Tricomoniose

Agente :  Trichomonas vaginalis (protozoário)
Trichomonas vaginalis
Sintomas: Cerca de 70% das pessoas infetadas não têm quaisquer sinais ou sintomas. 
Prevenção: Não ter relações sexuais.

Transmissão: O parasita é transmitido de uma pessoa infetada para uma pessoa não infetada durante as relações sexuais ( de vagina para pénis ou inversamente assim como vagina para vagina).

Fatores de risco:
Leve irritação à inflamação grave.
Os homens podem ter comichão no interior do pénis assim como irritação dentro do pênis, ardor após a micção ou a ejaculação.
As mulheres podem ter comichão  ardor, vermelhidão ou dor nos órgãos genitais, desconforto ao urinar.
Ter relações com um só parceiro que conheça como não tendo a doença.
Uso de preservativo não previne totalmente.


Vaginose

Uma infeção causada por certas bactérias devido a um desequilíbrio entre as bactérias boas e as nocivas existentes na vagina

Agente :  bactéria
Fatores de risco:

Sintomas: Muitas vezes não ocorrem sintomas
Ter relações com um só parceiro que conheça como não tendo a doença.
Uso de preservativo não previne totalmente.
       Comichão na vagina
       Odor na vagina
       Dor  na vagina
     Ardor na vagina
Prevenção: Não ter relações sexuais.

*este texto destina-se a uso educativo tendo como principal objetivo alertar para as DST .


Sem comentários:

Enviar um comentário